Serviços
Escola de Química da UFRJ
Serviços WebMail Área Restrita

Engenharia de Bioprocessos

Apres. Apresentação
PPC PPC Resumido
Currículo
Ênfases

Os Bioprocessos são conhecidos e utilizados pelo homem desde a época de A.C., porém nas últimas décadas tem tido destaque com soluções inovadoras e sustentáveis para as indústrias.

O Engenheiro de Bioprocessos, profissional de grande futuro intimamente ligado aos Processos da Biotecnologia, emprega conhecimentos de matemática, química, física e biologia para inovar e aperfeiçoar produtos e processos baseados no emprego em larga escala de enzimas e/ou células vivas. Os processos desenvolvidos visam à conversão, de forma eficiente e segura, de matérias-primas naturais em fármacos, alimentos, bebidas e combustíveis. Estes profissionais podem atuar na melhoria e no desenvolvimento de processos e produtos biotecnológicos incluindo o controle e monitoramento destes processos, projetos de plantas industriais e de equipamentos, gestão de projetos e processos, ligados à área biotecnológica.

Adicionalmente, este profissional pode atuar no controle ambiental empregando micro-organismos para remoção de poluentes ou na agricultura, com uso de bioinseticidas visando tornar menos agressiva à produção, ou no uso de micro-organismos para melhoramento do solo. São profissionais com perfil inovador e empreendedor, indispensáveis para industriais e setores que atuem usando a biotecnologia.

O curso de Engenharia de Bioprocessos da Escola de Química tem 5 anos de duração. Sua Estrutura Curricular tem ênfase nas áreas de Microbiologia, Enzimologia, Processos Fermentativos e Processos de Separação de Biomoléculas, com destaque para assuntos como Biologia Celular; Engenharia Genética; Processos de Recuperação de Biomoléculas; Microbiologia e Enzimologia; Biotecnologia Vegetal; Engenharia Bioquímica; Fermentações Industriais, e Economia e Administração. Para a formação o aluno ainda deve realizar um estágio curricular obrigatório e um trabalho de conclusão de curso.

Além disso, o curso conta com ênfases em áreas atuais e que complementam a formação dos alunos como: biofármacos, biologia sintética, biocombustíveis e bionergia e no aprofundamento da Tecnologia dos Processos Fermentativos.

O profissional formado no curso de Engenharia de Bioprocessos e suas atribuições, atividades, competências e caracterização do âmbito de atuação estão embasadas na legislação estabelecida pelo CREA e CRQ.

A proposta do Currículo de Engenharia de Bioprocessos aqui apresentada incorpora toda a experiência adquirida ao longo do trabalho de sua confecção. É proposto um Curso inovador e que certamente oferecerá ao mercado um profissional pronto para lidar com desafios não somente representados pela participação em equipes multidisciplinares para o desenvolvimento de bioprocessos, mas principalmente no trabalho de viabilizar que processos desenvolvidos em nível de laboratório possam ser implantados em escala comercial.

Características Gerais do Currículo

No mercado de trabalho observa-se um dinamismo cada vez maior. A procura por profissionais, capazes de se adaptarem rapidamente às modificações que ocorrem com uma freqüência cada vez mais intensa, indica a necessidade de currículos preocupados com a formação dos alunos e não com a sua informação. Assuntos voltados aos chamados fundamentos da engenharia (termodinâmica, cinética, fenômenos de transporte), aliados às áreas de ampla aplicação na área biotecnológica como Bioquímica, Biologia molecular e Celular, biofísica e Microbiologia, abordando dimensionamento de unidades, obtenção de bioprodutos, separação e controle e ainda assuntos ligados à gestão e ao meio ambiente, representaram pontos que nortearam a proposição do presente Currículo.

São características marcantes da estrutura curricular:

  1. pequena carga horária média, não somente em termos do número de horas, mas também em relação ao número de disciplinas por período, permitindo mais tempo para estudo por parte dos alunos;
  2. realização do Estágio Curricular Obrigatório, com uma disponibilidade para o aluno realizá-lo nos últimos dois períodos, conforme consta da grade curricular;
  3. realização de um trabalho de final de curso a ser realizado ao longo de um ano;
  4. flexibilidade nas disciplinas eletivas, inclusive com eletivas de escolha livre;
  5. estrutura comum aos outros cursos nos quatro primeiros períodos (Tronco Comum) e várias disciplinas comuns nos Blocos Específicos, facilitando o gerenciamento acadêmico e otimizando a utilização da carga docente disponível;
  6. momento para a escolha entre os cursos disponíveis somente no final do terceiro período, permitindo a utilização de critérios baseados no desempenho acadêmico do aluno na EQ para essa classificação. Antes a opção vinha sendo feita no final do primeiro período, sem a possibilidade de se utilizar critérios baseados no desempenho acadêmico na universidade.
Perfil Profissional Desejado

A estrutura curricular proposta para o Curso de Engenharia de Bioprocessos está baseada no objetivo de formar um profissional com o seguinte perfil:

O Engenheiro de Bioprocessos deve ser um profissional que, com base no domínio de conhecimentos fundamentais de fenômenos químicos, físicos e bioquímicos, esteja apto a criar e aperfeiçoar produtos e processos no campo da Biotecnologia, visando viabilizar a sua utilização pela sociedade, considerando aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com uma visão ética e humanística.

Esse perfil deve ser atingido através de disciplinas que, de forma diferenciada, propiciam a construção do saber e a criação de competências. Estas disciplinas podem ser agrupadas e classificadas em: Fundamentos da Engenharia e Formação Geral, Fundamentos da Engenharia de Bioprocessos, Equipamentos, Processos e Produtos, conforme detalhado a seguir:

  • Fundamentos da Engenharia e Formação Geral - Disciplinas referentes à Matemática, Física e Química, bem como disciplinas ligadas às Ciências Sociais.
  • Fundamentos da Engenharia de Bioprocessos - Disciplinas referentes à Fisico-química, Fenômenos de Transporte, Cinética e Termodinâmica, com enfoque nos Bioprocessos, bem como Bioquímica, Biologia Molecular e Celular, Biofísica e Microbiologia.
  • Equipamentos, Processos e Produtos - Disciplinas que tratam do dimensionamento, da operação e do controle de equipamentos onde se passam fenômenos que envolvem células vivas, ou parte delas, e biomoléculas, assim como disciplinas que abordam a síntese e a análise de Bioprocessos, compreendendo dimensionamento, simulação, avaliação econômica, otimização de bioprocessos industriais e a obtenção de bioprodutos.

Outra forma de organizar as disciplinas é proposta na Resolução CNE/CES 11, de 11 de março de 2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia. Nessa forma, o currículo é dividido em núcleos: núcleo de conteúdos básicos, núcleo de conteúdos profissionalizantes e núcleo de conteúdos específicos.

2.1. Objetivos do Curso:

O conjunto de disciplinas e atividades complementares previstas têm por objetivo desenvolver nos futuros egressos as seguintes competências e habilidades, definidas na Resolução CNE/CES 11, de 11 de março de 2002, onde são instituídas as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia:

  1. Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
  2. Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  3. Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  4. Planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de engenharia;
  5. Identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
  6. Desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  7. Supervisionar a operação e a manutenção de sistemas;
  8. Avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;
  9. Comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  10. Atuar em equipes multidisciplinares;
  11. Compreender e aplicar a ética e a responsabilidade profissionais;
  12. Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  13. Avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
  14. Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

2.2. Exercício Profissional

A habilitação profissional da Engenharia de Bioprocessos é reconhecida pelo Conselho Regional de Química (CRQ); e pela Resolução Normativa no. 198 de 17/12/2004 pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia).

Número de Vagas Oferecidas e Forma de Ingresso
O quantitativo de vagas oferecidas via ENEM/SISU em cada modalidade (ação afirmativa e ampla concorrência), bem como outras formas de ingresso permitidas na UFRJ, como Transferência Externa, Isenção de Concurso de Acesso e Mudança de Curso, são definidas e divulgadas em Editais específicos na página da UFRJ em:
http://acessograduacao.ufrj.br
Estrutura Curricular

Apresentação Geral

Os Currículos de Graduação da Escola de Química, dentre eles o do Curso de Engenharia de Bioprocessos, são divididos em:

  • Três grandes Blocos de Disciplinas: Tronco Comum, Bloco Específico e Disciplinas Eletivas;
  • Um Bloco de Requisitos Curriculares Complementares de Escolha Restrita, no qual estão duas possíveis atividades voltados para a integração de conhecimentos;
  • Estágio Supervisionado obrigatório, a ser realizado em ambiente de atividade profissional.

A seguir são apresentados cada um destes conjuntos, com os respectivos objetivos.

Tronco Comum

O Troco Comum é formado por um conjunto de disciplinas comuns a todos os Cursos de Graduação da Escola de Química. Ele se estende até o quarto período do curso e tem como principal objetivo a formação dos alunos nas Ciências Básicas: Matemática, Física, Química e Físico-Química, com enfoque voltado para os assuntos importantes para a futura formação específica no Bloco Específico.

Bloco Específico

O Bloco Específico é representado por um conjunto de disciplinas específicas para cada curso de graduação da Escola de Química. Seu objetivo é a complementação da formação do aluno nas Ciências Básicas, agora com um maior direcionamento para as áreas de seu Curso, e posterior apresentação e estudo de sua aplicação nas áreas típicas de atuação do profissional. Em paralelo são oferecidas algumas disciplinas que apresentam os fundamentos das mais importantes tecnologias da área, bem como um outro conjunto objetivando uma formação básica na grande área de Economia e Administração.

Tendo em mente a otimização da utilização dos recursos humanos disponíveis, algumas disciplinas desse Bloco são comuns a um ou mais Blocos Específicos dos outros cursos oferecidos pela EQ.

Bloco de Disciplinas Eletivas- Escolha Condicionada e Livre Escolha

O conjunto de disciplinas eletivas representa o terceiro grande Bloco de Disciplinas. Esse Bloco encontra-se subdividido em dois sub-blocos: Eletivas de Escolha Condicionada e Eletivas de Escolha Livre.

O aluno deve completar, no mínimo, um total de 12 créditos (no mínimo 180 horas) em disciplinas pertencentes ao conjunto de Eletivas de Escolha Condicionada. Estas disciplinas têm como características tratarem de assuntos mais específicos, permitindo que o aluno se especialize, caso tenha interesse, em determinada área de atuação profissional, como por exemplo: meio ambiente, engenharia bioquímica, engenharia de processos, atividades de pesquisa etc. Esse conjunto poderá ser organizado em ênfases, ou seja, em subconjuntos de disciplinas afins que, se cursadas segundo uma norma, propiciarão ao aluno uma formação mais aprofundada e estruturada em uma determinada área. Cabe ressaltar que o aluno pode optar por cursar ou não as disciplinas eletivas de escolha condicionada dentro de uma única ênfase.

Outro ponto importante é a presença de disciplinas de pós-graduação do curso de Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da Escola de Química no elenco de disciplinas eletivas de escolha condicionada do curso de Engenharia de Bioprocessos. Tal procedimento é usado nos outros cursos de graduação da Escola de Química, tendo sido inicialmente regulamentado pelo processo nº 23079.000634/94-53. Atualmente ele está regulamentado em relação à pós-graduação na UFRJ pela Resolução do CEPG 01/2006, artigo 41, parágrafo 4º. Para que o aluno de graduação possa cursar essas disciplinas, ele deve satisfazer um conjunto de requisitos mínimos ditados pela Congregação de Escola de Química, ouvido o colegiado do Curso de Pós-Graduação. Essa possibilidade representa um dos mecanismos que permitem uma maior integração entre as atividades de graduação e pós-graduação para alunos com bom desempenho acadêmico.

Além disso fazem parte deste elenco de disciplinas de escolha condicionada as relacionadas à Arte Africana Afro-Brasileira, Relações Interétnicas e Estudo da Língua Brasileira de Sinais visando cumprir as exigências relativas as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) junto ao MEC atendendo as Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002 (Estudo da Língua Brasileira de Sinais), Lei nº 10639 de 09 de janeiro de 2003 e Resolução Nacional de Educação nº 1 de 17 de junho de 2004 (Arte Africana Afro-Brasileira e Relações Interétnicas).

Um grupo de disciplinas de escolha condicionada denominadas Tópicos Especiais I, II, III e IV (EQW011, EQW012, EQW013 e EQW014) também foram incluídas neste grupo com a finalidade de contemplar atividades acadêmicas cursadas pelos nossos alunos no exterior e que tenham estreita relação com o escopo curricular do curso e que não encontram equivalência no elenco de disciplinas que compõe a grade curricular dos cursos da EQ. Estas disciplinas apresentam carga horária diferenciada e vem oferecer a oportunidade dos alunos, que hoje realizam programas de intercâmbio acadêmico, de obter maior aproveitamento das disciplinas cursadas.

Além das disciplinas de Escolha Condicionada, o aluno deve cumprir, no mínimo, um total de 08 créditos (no mínimo 120 horas) com disciplinas eletivas de Escolha Livre. Essas disciplinas, com a característica de poderem ser cursadas em qualquer Unidade da UFRJ, têm por objetivo propiciar aos alunos uma possibilidade de ampliação de sua formação geral.

Atividades Complementares Especiais (ACE) no Bloco de Disciplinas de Escolha Condicionada

De acordo com a Lei 10.172 de 09/01/2001 da Presidência da República que aprova o Plano Nacional de Educação, foram incluídas Atividades Complementares Especiais (ACE), que correspondem a uma das atividades curriculares suplementares desenvolvidas durante o cursos da Escola de Química da UFRJ.

Além das atividades regulares, o aluno é estimulado a participar de atividades complementares representadas, principalmente, por: monitoria, iniciação científica, empresa júnior, visitas técnicas, seminários, mini-cursos etc.

A Iniciação Científica é incentivada desde o início do curso, podendo ser realizada na Escola de Química ou em outras Unidades da UFRJ. Há um grande Programa de Bolsas de Iniciação Científica na UFRJ, apoiado pelo CNPq, e os alunos são incentivados a apresentarem os seus trabalhos em Jornadas anuais, nas quais os debates e a troca de experiências são importantes em sua formação acadêmica, bem como no desenvolvimento da habilidade de comunicação.

O Centro de Tecnologia da UFRJ tem a sua Empresa Júnior, a Fluxo Engenharia; e a Escola de Química a sua Empresa Júnior, Legado. Os alunos da Escola de Química podem participar de suas atividades nas áreas afins aos seus cursos.

Visitas Técnicas são incentivadas, podendo ser organizadas pela coordenação e pelo Diretório Acadêmico ou em algumas disciplinas regulares do curso.

Anualmente, no mês de agosto ou setembro quando a EQ comemora a sua fundação, é organizada pela diretoria a chamada Semana da Escola de Química. Nessa semana, com as aulas suspensas, é desenvolvida uma intensa programação envolvendo atividades sociais, mesas redondas nas quais são discutidos assuntos de interesse nas áreas de atuação da EQ e mini-cursos para os alunos.

Visando contemplar estas ACE dois grupos de disciplinas de escolha condicionada foram incluídas no elenco de disciplinas de escolha condicionada: atividades complementares e atividades complementares de extensão.

As atividades complementares permitem que atividades que os alunos possam desenvolver durante sua graduação como, Iniciação Científica, Atividades Acadêmicas, Culturais ou Esportivas representando a UFRJ, ou ainda participação ou administração de empresa júnior e/ou liga estudantil, sejam incluídas em seu histórico. Foram incluídas quatro disciplinas desta natureza como condicionadas (EQWY01, EQWY02, EQWY03 e EQWY04). Tais atividades são avaliadas por uma comissão (Comissão de Atividades Complementares Especiais) após sua conclusão, sob normas próprias, e caso aprovadas, entram no histórico do aluno com carga horária e créditos correspondentes, sem conferir grau, sendo a atividade desenvolvida discriminada.

Outro conjunto de disciplinas que foi incluído temporariamente neste grupo de escolha condicionada, foram Atividades Complementares de Extensão, que contemplam:

Neste caso, o objetivo é atender as resoluções CEG N°02/2013 e 04/2014 que tratam da creditação das atividades de extensão nos cursos de graduação da UFRJ.

Esta inclusão visa também atender ao Plano Nacional de Educação (2011 - 2020) aprovado pelo Congresso Nacional estabelece, em seu item 12.7:

"assegurar, no mínimo, 10% do total de créditos curriculares exigidos para a graduação em programas e projetos de extensão universitária".

RCCs no Bloco de Disciplinas Eletivas de Escolha Condicionada

No conjunto de opções para o aluno integralizar os doze créditos de Escolha Condicionada há Requisitos Curriculares Complementares, que podem ser cursados com um limite imposto pela Congregação da Escola de Química. Eles estão relacionados ás atividades de estágio e de monitoria.

Em relação ao Estágio Supervisionado, além dos dois créditos cumpridos obrigatoriamente, o aluno, necessariamente em empresa diferente da qual ele realizou o estágio obrigatório, pode obter um total de dois créditos Eletivos de Escolha Condicionada, através dos RCCs EQWU71 e/ou EQWU72

Outros RCCs que permitem a utilização de seus créditos na integralização dos 12 créditos Eletivos de Escolha Condicionada são os RCCs relacionados à atividade de Monitoria (EQWX10 e EQWX11). Novamente, o número máximo de créditos em atividades de monitoria que podem ser utilizados é de dois créditos.

RCCs de Escolha Restrita - Atividades Específicas de Integração de Conhecimentos- Projeto Final de Curso ou Monografia

O currículo prevê a realização de um Trabalho no final do curso com duração máxima de 1 ano. Nesse trabalho o aluno, individualmente ou em pequenos grupos, deve desenvolver um Trabalho que tenha como principal característica a integração de conhecimentos adquiridos ao longo do curso e seja de interesse para a área da Engenharia de Bioprocessos. As normas que definem os detalhes da condução acadêmica e administrativa desta atividade foram definidas pela congregação da Escola de Química e estão divulgadas em Resolução Especifica na página www.eq.ufrj.br.

Estágio Supervisionado Obrigatório

Nessa atividade, além da vivência em ambiente profissional, espera-se que o aluno possa utilizar de forma integrada conhecimentos adquiridos ao longo do curso. Todo Estágio Supervisionado tem um profissional orientador responsável no local de sua realização e é supervisionado por um docente da EQ.

Na Escola de Química há uma Comissão de Estágio Supervisionado, com atividades definidas pela Congregação; e as regras que organizam a atividade dos estágios supervisionados estão divulgadas em Resolução Especifica na página www.eq.ufrj.br.

Estrutura de Requisitos

A estrutura de requisitos na grade curricular foi montada evitando-se a criação de uma teia de requisitos que dificulte que o aluno progrida caso não seja aprovado em alguma disciplina, ou mesmo que uma reprovação em alguma disciplina represente a necessidade do aluno permanecer na Universidade por mais um período. Para tal, foi recomendado o limite de somente um requisito para cada disciplina, quando existente. Há algumas exceções representadas por disciplinas do Instituto de Química e de Física, que possuem duas disciplinas como pré-requisitos.

Há ainda a figura do requisito especial que não é representado por alguma disciplina, mas sim por um número de créditos cursados com aproveitamento. Ela é utilizada, como já comentado, nos Trabalhos de Final de Curso e para o Estágio Supervisionado. Na impossibilidade de sua implantação no sistema acadêmico da UFRJ, esse tipo de requisito é verificado na Seção de Ensino da EQ no momento que o aluno se inscreve nos respectivos Requisitos Curriculares.

Formas de Avaliação e Critérios de Aprovação

As formas de avaliação utilizadas dependem da natureza da atividade acadêmica e são regidas por Resoluções e Regras Específicas da UFRJ.

De uma forma geral, a avaliação das disciplinas é feita em duas etapas: A avaliação parcial e a avaliação final.

A avaliação parcial é composta por duas notas, normalmente geradas a partir de duas provas parciais. Caso o aluno obtenha nas avaliações parciais um grau médio igual ou superior a 7,0 (sete), ele é considerado aprovado, sendo dispensado da avaliação final. Caso a média da avaliação parcial seja inferior a 3,0 (três), o aluno é considerado reprovado, não podendo nem participar da avaliação final. Essa regra é geral da UFRJ.

A avaliação final, representada, via de regra, por uma prova escrita, é feita pelos alunos que obtêm média entre 3,0 (três) e 6,9 (seis e nove) na avaliação parcial. Uma média aritmética entre o grau da prova final e o grau da avaliação parcial é feita, gerando a média final do aluno na disciplina. O aluno é então considerado aprovado caso essa média final seja igual ou superior a 5,0 (cinco). Essa regra é geral da UFRJ.

Os RCCs, por seu lado, têm procedimentos de avaliação próprios.

Distribuição da Carga Horária - Resumo

A distribuição da carga horária entre os diversos grupos de disciplinas e de RCCs no currículo de Engenharia de Bioprocessos pode ser vista na tabela a seguir. O curso está previsto para ser integralizado em cinco anos (dez períodos letivos), com um total de 3.600 horas.

Item Horas
Carga Horária Total de Disciplinas - Tronco Comum 1.395
Carga Horária Total de Disciplinas - Bloco Específico 1.650
Eletivas de Escolha Condicionada 180
Eletivas de Escolha Livre 120
RCC - Escolha Restrita – Integração de Conhecimentos 60
RCC – Estágio 195
Carga Horária Total 3.600
Carga Horária Total em Sala 3.345
Disciplinas Obrigatórias, RCCS e de Escolha Condicionada - Dados Gerais
Na aba Currículo desta página eletrônica, também são apresentados dados básicos (ementas, requisitos, carga horária e bibliografia básica e complementar) em relação às disciplinas obrigatórias, requisitos curriculares Complementares (RCCs) e disciplinas de escolha condicionada do currículo. Com objetivo de facilitar a consulta das ementas, elas estão organizadas por período letivo.
Grade Curricular

Na Grade Curricular as disciplinas são representadas por retângulos, nos quais são apresentados os respectivos códigos e nomes. As letras nos códigos identificam o Departamento responsável pela disciplina.

À direita em cada retângulo há quatro quadrículas. No vértice superior direito é indicado no número de créditos da disciplina, no segundo de cima para baixo a carga horária semanal teórica, na quadrícula logo abaixo a carga horária semanal prática e, finalmente, no vértice direito inferior, a carga horária semanal total.

As setas que interligam as disciplinas representam a estrutura de requisitos. Setas contínuas indicam requisitos obrigatórios, enquanto as tracejadas são requisitos recomendados.

Disciplinas por Período
1° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 18 3 315 21
Cálculo Diferencial e Integral I MAC-118 6 -- 90 6
Ciências Sociais e Humanas
Escolha Restrita I
---- 2 -- 30 2
Fundamentos de Desenho Técnico EEG-111 2 1 45 3
Introdução aos Cálculos de Processos EQE-112 2 1 45 3
Introdução aos Processos Químicos e Bioquímicos EQW-112 2 1 45 3
Química Geral - EQ IQG-115 4 -- 60 4
2° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 16 9 375 21
Cálculo Diferencial e Integral II MAC-128 4 -- 60 4
Física I - A FIT-112 4 -- 60 4
Física Experimental I FIS-111 -- 2 30 1
Química Analítica IQA-121 4 -- 60 4
Química Analítica Experimental I IQA-122 -- 4 60 2
Química Orgânica I - EQ IQO-128 4 -- 60 4
Química Orgânical Experim. I - EQ IQO-130 -- 3 45 2
3° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 16 8 360 20
Cálculo Diferencial e Integral III MAC-238 4 -- 60 4
Física III - A FIM-230 4 -- 60 4
Física Experimental III FIN-231 -- 2 30 1
Termodinâmica Clássica IQF-241 4 -- 60 4
Química Experimental - EQ IQG-231 -- 4 60 2
Química Orgânica II - EQ IQO-235 4 -- 60 4
Química Analítica Experimental II IQA-243 -- 2 30 1
4° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 16 5 345 21
Cálculo Diferencial e Integral IV MAC-248 4 -- 60 4
Álgebra Linear II - EQ MAE-245 4 -- 60 4
Fenômenos de Superfície e Eletroquímica IQF-351 4 -- 60 4
Bioquímica - EQ IQB-248 4 2 90 5
Química Orgânica Experim. II - EQ IQO-246 -- 3 45 2
Equilíbrio de Fases em Sistemas Multicompostos IQF-353 -- -- 30 2
5° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 22 3 375 23
Biologia Celular BMH-355 4 -- 60 4
Introdução à Química Quântica IQF-358 4 -- 60 4
Físico-Química Experimental IQF-359 -- 2 30 1
Fenômenos de Transporte EQE-350 4 -- 60 4
Métodos Numéricos Aplicados aos Processos Químicos EQE-358 3 -- 45 3
Termodinâmica EQE-359 4 -- 60 4
Microbiologia Industrial EQB-353 3 1 60 3
6° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 23 2 375 24
Biofísica BMB-632 1 2 45 2
Análise Instrumental IQA-364 2 -- 30 2
Ciência dos Materiais EQI-365 4 -- 60 4
Ciência Sociais e Introdução à Economia EQE-360 3 -- 45 3
Cinética Química e Reatores EQE-364 5 -- 75 5
Biotecnologia Ambiental EQB-365 4 -- 60 4
Fundamentos de Engenharia Bioquímica EQB-366 4 -- 60 4
7° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 23 3 390 25
Administração e Organização Ind. EQE-470 3 -- 45 3
Operações Unitárias em Bioprocessos EQE-479 5 -- 75 5
Modelagem e Dinâmica de Processos EQE-478 4 -- 60 4
Engenharia Bioquímica Experimental EQB-473 -- 3 45 2
Bioquímica Tecnológica EQB-472 3 -- 45 3
Biologia Molecular IQB-478 4 -- 60 4
Estatística MAD-469 4 -- 60 4
8° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 22 -- 330 22
Eletiva -- -- -- -- 4
Planejamento e Avaliação de Projetos EQE-486 3 -- 45 3
Controle e Instrumentação de Processos EQE-487 4 -- 60 4
Engenharia de Processos EQE-489 4 -- 60 4
Enzimologia EQB-483 4 -- 60 4
Tecnologia Bio-Inorgânica EQI-488 3 -- 45 3
Biotecnologia Vegetal IQB-487 4 -- 60 4
9° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- 12 -- 180 12
Eletivas -- -- -- -- 8
Projeto Final -- -- -- -- 2
Modelagem e Simulação Molecular EQE-596 3 -- 45 3
Segurança de Processos e Prevenção de Perdas EQE-592 3 -- 45 3
Tecnologia Bio-Orgânica EQO-593 3 -- 45 3
Ciências Sociais e Humanas
Escolha Restrita II
---- 3 -- 45 3
10° Período
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Total -- -- -- 195 2
Eletivas -- -- -- -- 8
Estágio Supervisionado em Engenharia de Bioprocessos EQW-U97 -- -- 195 2

Disciplinas de Escolha Restrita

Escolha Restrita I (História e Ciência)
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Introdução à Metodologia Científica EQE-040 2 30 2
Formação Industrial do Brasil EQE-042 2 30 2
Escolha Restrita II (Economia e Administração)
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
T P
Introdução à Operações e Logística EQE-043 3 45 3
Gestão da Inovação EQE-045 3 45 3
Gestão da Inovação na Indústria de Polímeros EQO-080 3 45 3
Gestão Tecnológica e Propriedade Industrial EQO-092 3 45 3
Disciplinas de Escolha Condicionada
Disciplinas Código CH Semanal CH Total Créditos
Filtro: T P
Alternativas Tecnologicamente Sustentáveis no Processamento de Óleos Vegetais EQE-706 3
Análise Orgânica Instrumental EQO-099 2 2 60 3
Análise Térmica de Materiais e Processos EQI-750 3
Aproveitamento Biotecnológico de Recursos Naturais EQB-703 3
Arte Africana Afro-brasileira BAH-237
Atividade Complementar I EQW-Y01 135 3
Atividade Complementar II EQW-Y02 45 1
Atividade Complementar III EQW-Y03 45 1
Atividade Complementar IV EQW-Y04 60 2
Biocombustíveis e Biorefinaria EQB-064 2 3
Bioengenharia Tecidual BMH-071 3 -- 45 3
Bioquímica Tecnológica EQB-704 3
Bioquímica Tecnológica II EQB-073 3 -- 45 3
Biorreações e Biossistemas EQB-721 3
Biorreatores Conceitos Aplicações EQB-065 3 -- 45 3
Biorreatores para Células Animais EQB-080 2 1 45 3
Biossegurança EQB-061 2 -- 30 2
Biossensores e Sistemas de Análise Aplicados a Bioprocessos EQB-713 3
Biotecnologia Farmacêutica: Conceitos Básicos EQB-070 2 2
Caracterização Reológica de Materiais, Petróleo e Derivados EQO-701 3
Caracterização Tecnológica para Análise Térmica EQO-773 3
Comercialização na Indústria Química EQW-002 2 -- 30 2
Catalisadores: Caracterização e Avaliação EQE-701 3
Cinética de Reações Heterogêneas EQE-762 3
Cinética Química e Bioquímica EQE-713 3
Comércio Exterior EQO-093 3 -- 45 3
Compósitos Poliméricos: Modelagem dos Processos de Obtenção EQE-758 3
Computação Científica Aplicada EQE-044 3 -- 45 3
Condicionamento Industrial de Águas EQI-066 3 -- 45 3
Controle Avançado de Processos EQE-016 3 -- 45 3
Controle Simulação Processos Químicos e Bioquímicos EQE-709 3
Corrosão EQI-061 2 2 60 3
Cromatografia Industrial I EQO-087 2 -- 30 2
Cultivo de Células Animais EQB-079 2 1 45 3
Curso de Extensão I EQW-Z21 30
Curso de Extensão II EQW-Z22 45
Curso de Extensão III EQW-Z23 60
Desenvolvimento de Células Animais Recombinantes e Bancos Celulares EQB-071 2 1 45 3
Desenvolvimento Não Clínico, Clínico e Registro de Produtos Biofarmacêuticos EQB-072 3 -- 45 3
Dinâmica e Controle de Processos Químicos e Bioquímicos EQE-768 3
Ecologia Industrial EQI-078 2 -- 30 2
Empreendedorismo EQO-091 2 2 60 3
Engenharia Bioquímica EQB-705 3
Engenharia de Biossistemas EQB-074 2 1 45 2
Engenharia de Processos EQE-770 3
Engenharia do Meio Ambiente Experimental EQB-004 -- 4 60 2
Engenharia Metabólica EQB-058 3 -- 45 3
Enzimologia Aplicada EQB-706 3
Estágio Supervisionado - EB-01 EQW-U71 90 1
Estágio Supervisionado - EB-02 EQW-U72 180 2
Estrutura da Indústria Química EQO-705 3
Estrutura da Linguagem Brasileira de Sinais I LEF-599
Estudos no Exterior I EQW-K80 360
Estudos no Exterior II EQW-K81 360
Estudos no Exterior III EQW-K82 360
Estudos no Exterior IV EQW-K83 360
Eventos de Extensão I EQW-Z41 30
Eventos de Extensão II EQW-Z42 45
Eventos de Extensão III EQW-Z43 60
Fenômenos de Transporte Avançado EQE-718 3
Fenômenos Interfaciais EQE-716 3
Fermentações em Estado Sólido EQB-077 2 -- 30 2
Física II - A FIT-122
Física Experimental II FIS-121 30 1
Física IV - A FIM-240
Física Experimental IV FIN-241 30
Fluidodinâmica Computacional EQE-029 2 2 60 3
Fluidodinâmica Computacional EQE-704 3
Fundamentos de Biomineralização BMH-070
Fundamentos de Nanotecnologia EQI-705 3
Gestão Ambiental EQW-005 2 -- 30 2
Imobilização de Biomoléculas, Células e Tecidos EQB-717 3
Imobilização de Biomoléculas, Células e Tecidos aplicada a Bioprocessos EQB-076 2 -- 30 2
Incêndio Industrial: Modelagem, Simulação Prevenção Comb. EQE-036 3 -- 45 3
Instrumentação e Automação Industrial de Processos EQE-026 2 2 60 3
Introdução à Bioinformática IQB-001
Introdução à Nanotecnologia EQI-073 3 -- 45 3
Mecanismos de Desenvolvimento Limpo Inov Indústria do Petróleo e Gás EQO-098 3 -- 45 3
Métodos Matemáticos EQE-703 3
Microbiologia Industrial Experimental EQB-043 1 4 75 3
Microorganismos e o Ambiente EQB-747 3
Monitoria I EQW-X10 45 1
Monitoria II EQW-X11 45 1
Otimização EQE-757 3
Otimização em Engenharia Química EQE-002 3 -- 45 3
Planejamento e Análise de Experimentos EQO-083 60 3
Planejamento e Análise Estatística de Dados EQO-715 3
Princípios da Indústria de Alimentos EQB-066 3 -- 45 3
Processamento Microbiológico de Alimentos EQB-055 1 3 60 3
Processos de Separação por Membranas EQE-012 3 -- 45 3
Processos Oxidativos Avançados aplicados ao Tratamento de Águas e Efluentes EQI-711 3
Programas e Projetos de Extensão I EQW-Z01 30
Programas e Projetos de Extensão II EQW-Z02 45
Programas e Projetos de Extensão III EQW-Z03 30
Projeto e Empreendedorismo Setor Biofarmacêutico EQE-039
Propriedade e Aplicação de Polissacarídeos EQO-094 30 2
Redes Neuronais aplicadas a Processos Químicos e Bioquímicos EQE-717 3
Relações Interétnicas FCA-627
Requerimentos Regulatórios Relacionados Produtos e Processos EQB-078 3 -- 45 3
Reúso de Águas e Efluentes Industriais EQI-703 3
Separação e Purificação de Produtos Biofarmacêuticos EQE-048 2 1 45 3
Simulação e Otimização de Processos Químicos EQE-038 2 1 45 3
Tecnologia de Biocombustíveis II EQO-100 2 -- 30 2
Tecnologia de Bioprodutos EQB-011 3 -- 45 3
Tecnologia de Polímeros EQO-082 2 -- 30 2
Tecnologia dos Processos Fermentativos Experimental EQB-045 -- 6 90 3
Tecnologia em Biocombustíveis I EQB-075 2 -- 30 2
Termodinâmica Aplicada EQE-731 3
Termoprocessamento e Reciclagem de Rejeitos Sólidos e Gasosos EQI-701 3
Tópicos Especiais I EQW-011 30 2
Tópicos Especiais II EQW-012 30 2
Tópicos Especiais III EQW-013 45 3
Tópicos Especiais IV EQW-014 45 3
Tratamento de Efluentes Industriais EQI-797 3
Tratamento de Resíduos Industriais EQI-067 3 -- 45 3
Utilidades e Projeto de Plantas Biofarmacêuticas EQE-047 3 -- 45 3
Viabilidade Econômica de Projetos no Setor Biofarmacêutico EQE-046 3 -- 45 3
Visitas em Tecnologias Inorgânicas EQI-U11 -- 2 30 2

Objetivos

As ênfases no curso de Engenharia de Bioprocessos permitem ao aluno, além de sair com o grau em Bacharel em Engenharia de Bioprocessos, ter conhecimentos mais aprofundados em determinada área de interesse.

Em 2004 quando a Escola de Química criou o curso de Engenharia de Bioprocessos, o objetivo principal da sua criação for norteado pela importância da formação deste profissional mais especializado em decorrência dos avanços da Biotecnologia. Assim, usando a experiência na época do Corpo Docente da Escola de Química, houve ênfase nas áreas de biotecnológica, tecnologia de processos fermentativos e engenharia bioquímica.

No decorrer dos anos outras áreas relacionadas à biotecnologia tem apresentado grande crescimento e carecem de profissionais especializados para atuarem no mercado de trabalho, em especial as áreas de biofármacos, biologia sintética e área de biocombustíveis e bioenergia. Essas observações levaram a proposição das ênfases no curso, que na realidade representam uma forma organizada de cumprir a sua carga eletiva.

Como funciona a Ênfase no Curso de Engenharia de Bioprocessos

Para obter a ênfase o aluno deverá selecionar, em um elenco previamente definido na grade de cada ênfase, 20 créditos em disciplinas de escolha condicionada, e ainda desenvolver seu projeto final de curso ou monografia em temas relacionados à área desejada.

São oferecidas 5 vagas para cada ênfase por semestre, e o aluno deve solicitar sua inscrição na ênfase desejada no início do período, em formulário próprio preenchido na seção de ensino da EQ.

Podem se inscrever na ênfase alunos que concluíram número de créditos equivalentes ao 4º período do curso, e a seleção quanto a vaga pretendida levará em conta o número de créditos obtidos e CRA, para critérios de alocação nas mesmas.

Biofármacos

Os biofármacos ou medicamentos biológicos são medicamentos obtidos por alguma fonte ou processo biológicos, ou seja, o princípio ativo do medicamento é obtido através do emprego industrial de micro-organismos ou células modificadas geneticamente. Esses processos biotecnológicos (in vitro ou in vivo) permitem a produção de novas proteínas mais complexas, e/ou proteínas com maior atividade biológica, e/ou com mais vida média, e/ou menos efeitos colaterais do que as já existentes. Os biofármacos fazem parte da biotecnologia para saúde, que engloba também os diagnósticos (in vivo e in vitro), terapias celulares e células tronco, terapias gênicas, e vacinas. Tais produtos inovadores para a área farmacêutica permitem o desenvolvimento de novas drogas voltadas para o tratamento de doenças importantes como câncer, diabetes, esclerose, hemofilia, entre outras. A ênfase em biofármacos para Engenheiros de Bioprocessos surge como uma possibilidade de assimilação destes profissionais no mercado farmacêutico, já que este relata uma carência de mão de obra especializada para o exercício da função e solução dos problemas dentro desta área Industrial.

Disciplinas Código Créditos Requisitos
Biotecnologia farmacêutica: conceitos básicos EQB-070 2,0 (30 h) ---
Desenvolvimento de Células Animais recombinantes e bancos celulares EQB-071 3,0 (45 h) EQB-070
Cultivo de células animais EQB-079 3,0 (45 h) EQB-070
Utilidades e projeto de plantas biofarmacêuticas EQE-047 3,0 (45 h) EQB-070
Separação e purificação de produtos Biofarmacêuticos EQE-048 3,0 (45 h) EQB-070
Biorreatores para células animais EQB-080 3,0 (45 h) EQB-070
Requerimentos regulatórios relacionados a produto e processo, boas práticas, validação e qualidade baseada em projeto EQB-078 3,0 (45 h) EQB-070
Desenvolvimento não clínico, clínico e registro de produtos biofármacos EQB-072 3,0 (45 h) EQB-070
Viabilidade Econômica de projetos no setor Biofarmacêutico EQE-046 3,0 (45 h) EQB-070
Biossegurança EQB-061 2,0 (30 h) ---
Processos de Separação por Membranas EQE-012 3,0 (45 h) ---
Biologia Sintética

Para entender os sistemas biológicos complexos requer-se a integração da investigação experimental e computacional - em outras palavras, uma abordagem de biologia de sistemas. Biologia de sistemas estuda sistemas biológicos perturbando-os sistematicamente (biologicamente, geneticamente, ou quimicamente); monitorando gene, proteína e as respostas das vias metabólicas; integrando esses dados; e, finalmente, a formulação de modelos matemáticos que descrevem a estrutura do sistema e a sua resposta a perturbações individuais. O objetivo da biologia de sistemas [pode ser] definido como a compreensão do comportamento da rede, e em particular os seus aspectos dinâmicos, o que requer a utilização de modelagem matemática fortemente ligada a experimentação. Descobrindo como funcionam as interações dinâmicas, a biologia sintética aborda os elos perdidos entre as moléculas e fisiologia. Face à estas definições percebe-se que os profissionais que atuam nessa área precisam de uma faceta multidisciplinar envolvendo não somente aspectos da biologia molecular e bioquímica, mas também abordagens de modelos matemáticos estruturados, demonstrando que os engenheiros bioquímicos encontram um espaço ainda inexplorado nessa nova área de fronteira do conhecimento.

Disciplinas Código Créditos Requisitos
Modelagem e Simulação Molecular EQE-596 3,0 (45 h) ---
Introdução a Bioinformática IQB001 2,0 (30 h) ---
Bioquímica Tecnológica II EQB-073 3,0 (45 h) EQB-472 e IQB-478
Engenharia Metabólica EQB-058 3,0 (45 h) IQB-478
Otimização em Eng Química EQE-002 3,0 (45 h) ---
Computação Científica Aplicada EQE-044 3,0 (45 h) ---
Engenharia de Biossistemas EQB-074 3,0 (45 h) EQB-353 e
EQB-472 e
IQB-478
Métodos de Biologia Molecular CBF411 5,0 (60 h T + 30 h P) ---
Biocombustíveis e Bioenergia

O petróleo é a principal fonte de energia do mundo que, juntamente com o gás, representa 52% da totalidade da energia consumida. No entanto como fonte de substituição ao petróleo os biocombustíveis surgem como uma alternativa renovável e como tecnologia mais limpa. Aliado a isso também a energia gerada a partir de fontes renováveis e recursos biotecnológicos desponta com grande potencial, fornecendo incremento nas áreas de ciencia e tecnologia.

Disciplinas Código Créditos Requisitos
Biossegurança EQB-061 2,0 (30 h) ---
Microbiologia Industrial Experimental EQB-043 3,0 (15 h T e 60 h P) ---
Biocombustíveis e Biorrefinarias EQB-064 2,0 (30 h) ---
Biorreatores: Conceitos e Aplicações EQB-065 3,0 (45 h) EQB-366 ou
EQB-367 ou
EQB-475
Processos de Separação por Membranas EQE-012 3,0 (45 h) ---
Ecologia Industrial EQI-078 2,0 (30 h) ---
Mec des Limp Inov Ind do Petróleo e Gás EQO-098 3,0 (45 h) ---
Tecnologia de Biocombustíveis I EQB-075 2,0 (30 h) EQB-064
Tecnologia de Biocombustíveis II EQO-100 2,0 (30 h) EQB-064
Tecnologia de Processos Fermentativos

O tema Tecnologia de Processos Fermentativos refere-se a aprofundar os conhecimentos dos alunos de Engenharia de Bioprocessos a cerca dos processos fermentativos, com ênfase em processos de interesse industrial; bem como à bioquímica das fermentações focando as rotas metabólicas utilizadas por microrganismos de interesse industrial e ainda, suas respectivas aplicações em processos industriais, permitindo a determinação de parâmetros de avaliação de desempenho em áreas específicas como alimentos, produção enzimas, meio ambiente, entre outros produtos e processos de interesse industrial.

Disciplinas Código Créditos Requisitos
Microbiologia Industrial Experimental EQB-043 3,0 (15h T e 60h P) ---
Processamento Microbiológico de Alimentos EQB-055 3,0 (15h T e 45h P) EQB-363
EQB-363=EQB-353
Tecnologia Bioprocessos Industriais EQB059 6,0 (60 h T 60 h P) EQB-353
EQB-353=EQB-471
EQB-353=IMW-117
Princípio da Indústria de Alimentos EQB-066 2,0 (30 h) EQW-112
Propriedades e Produção de Polissacarídeos EQO-094 2,0 (30 h) IQO-235
IQO-235=IQO-231+IQO-241
Engenharia do Meio Ambiente Experimental EQB-004 2,0 (60 h) EQB-366 ou
EQB-475 ou
EQB-367
Processos de Separação por Membranas EQE-012 3,0 (45 h) ---
Biossegurança EQB-061 2,0 (30 h) ---
Controle Avançado de Processos EQE-016 3,0 (45 h) ---
Fluidodinâmica Computacional EQE-029 3,0 (30 h T e 30 h P) ---
Projeto de Equipamentos Térmicos EQE-008 3,0 (45 h) ---
Fermentações em Estado Sólido EQB-077 2,0 (30 h) EQB-353
Imobilização de Biomoléculas, células e tecidos aplicada a bioprocessos EQB-076 2,0 (30 h) EQB-366